Ética. Pensando nas PESSOAS para AJUDÁ-LAS. ‘Lawrence Kohlberg. Estágios de Desenvolvimento Moral’. Psicologia Cognitiva 

O descaso de grande parte d@s brasileir@s em não cumprir as regras da quarentena do novo coronavírus, mesmo quando é possível fazê-lo, só pode estar ligada ao seu NÃO-DESENVOLVIMENTO MORAL, desenvolvimento este proposto por KOHLBERG, quando o indivíduo percorre 6 estágios obrigatórios de evolução até a chamada ‘moral pós-convencional’, chegando-se à ‘consciência individual’, no meu modo de ver, madura e autônoma.
Talvez este seja um grande desafio para tod@s nós, educadores, no pós-pandemia, auxiliando @s alun@s nesse processo.

Minerva Cuevas

Imagem

Blogue de Filosofia 2010. Liberdade de Pensamento e Expressão. Aulas e Lições para Pequen@s Filósof@s

 

Pensar é algo inquietante, sério e cansativo, mas que se faz necessário se quisermos minimizar as dificuldades durante a nossa existência.  A imagem do Cérebro, abaixo, parece indicar a árdua tarefa que deve acompanhar os seres humanos.

Visite o blogue. Sinta-se à vontade. Você é muito bem-vind@!

Profa. Maria Lúcia Dário

Filosofia com crianças e para crianças. ¨Filosofía – Una Escuela de Libertad¨. UNESCO

¨Filosofia – Una_Escuela_de_Libertad¨ – PDF

UNESCO

Fixo 1 (14). Sobre mim! Uma breve história.

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

Nasci em Campinas, São Paulo, na década de 1960. Tive uma educação moral e religiosa esmeradas, dadas pelos meus pais, e uma formação intelectual privilegiada, estudando desde a infância no “Colégio Culto à Ciência”.

Esta época foi marcada pelas “chamadas orais” de História, com o Prof. Pedrinho; aulas de Inglês e Francês, obrigatórias na grade curricular, com as Profas. Maria Tereza e Maria Bonjour; aulas no Laboratório de Física, com o Prof. Rubens, e aulas de Arte Culinária, com a Profa. Lídia, em uma cozinha experimental do Colégio!

Não posso deixar de citar as aulas de Educação Física, onde aprendíamos natação na piscina da própria escola, com a Profa. Lúcia Rüegger, e handball no Ginásio de Esportes “Alberto Krum”, com o Prof. Pedro ou Tojal.  E que não me ocorra esquecer dos professores de Matemática, Amaury e Auzenda Frattini,  bem como do professor de Artes, Francisco Biojone, Chicão, todos esplêndidos. Não tínhamos pressa, muito menos monotonia: nossas aulas eram recheadas de rigor científico e de gostosas risadas de piadas pueris.

Na adolescência, fui assídua frequentadora da Biblioteca Pública Municipal de Campinas e, na idade adulta, escolhi estudar Filosofia para conhecer novas ideias, desejando, até hoje, aprimorar as minhas próprias.

Após concluir a Licenciatura Plena em Filosofia na PUCCamp/1990, fiz o Mestrado em Ética, PUCCamp/1993, com o Prof. Luís Alberto Peluso e, logo em seguida, ingressei no Doutorado, também em Ética, na Universidade de Santiago de Compostela, Espanha, com a Profa. Esperanza Guisán. Debruçando-me sobre John Stuart Mill, Piaget e Paulo Freire, uni crianças, liberdade e autonomia. Uma combinação alegre e promissora. Algo que faz meu coração pulsar apaixonadamente todos os dias.

ACREDITO NO QUE FAÇO. FAÇO O QUE AMO.

Fixo 2 (14). FiLoSoFiA no Brasil? Venha ver.

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

Este é o Brasil de milhões de brasileiros. 

Fazer filosofia, aqui, só pode ser observar, pensar e agir no mundo real.

Para mim, é assim que a filosofia tem sentido; é assim que ela cumpre o seu papel.

TITÃS – ‘COMIDA’

Fixo 4 (14).¨Professores Que Não Envelhecem¨. JULIO GROPPA AQUINO. USP

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

¨ Professores Que Não Envelhecem¨

Revista Nova Escola. Outubro/2002. Julio Groppa Aquino*. USP

“Das poucas certezas que restam sobre o trabalho de educar, algo é incontestável: a capacitação do educador nunca se dá por completo, ela nunca se esgota. Certa feita, disse-me um professor, que a única vantagem que se pode obter do magistério é a de poder conviver com a potência e o frescor da infância e da juventude, instantes fugazes e extraordinários da condição humana. E, para que seja possível autenticar um argumento como esse, exige-se uma certa disposição do espírito, olhando com outros olhos aquilo que se vê todos os dias.

Na roda viva das semanas, meses e anos letivos, é necessário, de quando em quando, tomar um certo distanciamento, contemplar o desenrolar dos acontecimentos cotidianos, prestar atenção em seus detalhes. E o que se verá? De um lado, alguém lutando contra a impiedade do tempo, o ¨inquilino¨ de um posto sempre em obras, em reconstrução perene. De outro, uma massa de corpos jovens, composta de olhares, modos e decibéis alterados, matéria-prima que não envelhece, perpetuando-se ano após ano. (…)

Entretanto, uma senha secreta torna-se a chave para o bem viver docente e poucos a conhecem: furtar a jovialidade dos alunos, assenhorear-se de sua gana pela descoberta, sorver a seiva da vida que de lá emana irrefletidamente, ‘vampirizá-los’, enfim. Eis o segredo da vitalidade do professor. Por essa razão, trata-se, talvez, de uma das únicas profissões em que aposentadoria não há de fato. O ciclo nunca se fecha. O gesto professoral reinaugura-se sem cessar. No limite, retorna-se imediatamente ao ofício, ou, então, dele se recorda com fervor. Caso contrário, docência não houve.”

revistaescola.abril.com.br/

Júlio Groppa Aquino

*http://www.bv.fapesp.br/pt/pesquisador/86696/julio-roberto-groppa-aquino/

Fixo 5 (14). “NOSSA CANÇÃO”

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

NOSSA CANÇÃO

Autoria e Propriedade Intelectual: Profa. Maria Lúcia Dário/2000

Licenciatura Plena em Filosofia/PUCC-1990 MEC/SP: 181.789-LP

Refrão: Estudar é bom

     Estudar faz bem

Pensar é bom

Se divertir também  

Estrofe I: Amanhã vamos ao parque

Mas depois estudar

É preciso equilibrar 

Quem estuda vai pra frente

Quem não estuda vai pra trás

Para ter uma vida boa

É preciso estudar

Estrofe II: Aqui tem filosofia

Uma matéria pra pensar

Penso antes de agir

Penso antes de falar

Estudo filosofia

E não tem enrolação

Para o bem eu digo “- sim”

Para o mal eu digo “- não”

Estrofe III: As pessoas, estudamos (Ética)

E também os animais (Ética Animal)

Somos super camaradas

Com os dois falados atrás

As histórias, as amamos

Cada povo e país  (Antropologia)

É tão bom saber das ‘coisas’

A cidade conferir (Política)

Estrofe IV: Cientistas, estudamos… (Filosofia da Ciência)

E os artistas, nem dizer… (Filosofia da Arte)

Descobertas e Invenções

Novos mundos conhecer

Mas para sermos mais felizes

Só estudar é impossível

O equilíbrio é preciso

Divertir nossos sentidos

Em homenagem a todas as crianças que tenho conhecido ao longo dos últimos anos no Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino de Indaiatuba – Indaiatuba.SP
Um imenso abraço a tod@s e boa sorte! É o que lhes deseja, hoje e sempre,
Profa. Maria Lúcia Dário

Fixo 6 (14). Aprendendo a se concentrar. Aprendendo a estudar. Pierluigi Piazzi

1943-2015

1943-2015

¨Treze Dicas para se Concentrar na Hora de Estudar¨

Pierluigi Piazzi

1. Não se contente em ler: escreva!
Segundo o professor e autor de livros com dicas para estudos Pierluigi Piazzi, é importante estudar escrevendo, e não só lendo. “Quem só lê perde a concentração. Quem escreve consegue entender o assunto e mantê-lo na mente”, explica ele.

2. Escreva à mão em vez de digitar.
Pesquisas já mostraram que os alunos que fazem isso aprendem mais do que quem só digita. “Você tem movimentos totalmente distintos para escrever cada letra a mão, mas isso não existe quando você está digitando. Isso faz com que mais redes neurais sejam ativadas no processo da escrita”, diz o professor.

3. Como saber o que vale colocar no papel.
Faça resumos, fichamentos e esquemas da matéria. Mas nada de ficar copiando todo o conteúdo dos livros. Para saber o que vale escrever, faça de conta que você está preparando uma cola para uma prova. Por ter pouco espaço e pouco tempo para consulta-la, é preciso ser conciso, mas ao mesmo tempo abordar os pontos principais. É disso que você precisa quando for estudar.

4. Revise a matéria que aprendeu em aula no mesmo dia.
Além de evitar acumular matérias, estudar o conteúdo visto em sala de aula no mesmo dia fará com que seu cérebro entenda que aquilo é importante e o memorize.

5. Estude sozinho.
Vamos combinar que, por mais legal que seja se reunir com os amigos para estudar, você acaba falando mais de outras coisas e as dúvidas permanecem. O professor Pierluigi é um grande defensor da ideia de que só se aprende mesmo no estudo solitário. “Estudar em grupo é útil se você for a pessoa que explica a matéria para os outros. Quem ouve não aproveita”, diz ele. A melhor dica para um bom estudo, aliás, e explicar a matéria para si mesmo.

6. Use as aulas para entender as matérias e tirar dúvidas.
Um erro comum, segundo o professor Pierluigi, é fazer dois cursinhos para ter um maior numero de aulas – o que realmente vai fazer diferença no vestibular é o momento em que você estuda sozinho, não o número de aulas que pegou. Mas isso não significa que vale cabular ou dormir nas aulas: elas são importantes para entender a matéria e tirar dúvidas.

7. Desligue todos os aparelhos eletrônicos.
Na hora de estudar, nada de deixar o celular por perto avisando você de cada notificação no Facebook. E nem caia na tentação de abrir o Facebook só por “dois minutinhos”. Esses dois minutinhos sempre se estendem e acabam com toda a sua concentração. Reserve um tempinho do seu dia só para as redes sociais e faça isso virar rotina para que se acostume a checá-la apenas nesse tempo específico.

8. Estude em um local organizado e tranquilo.
O resto da sua casa até pode ser uma bagunça, mas o local onde você costuma estudar precisa estar sempre organizado e silencioso. Ter muitas coisas espalhadas pode atrapalhar a sua concentração e há o risco de perder tempo procurando coisas que sumiram na bagunça.

9. Música? Só em línguas que você não entenda.
Não é proibido estudar ouvindo música – há quem precise dela para se concentrar. Mas evite ouvir músicas em idiomas que você entenda – isso pode fazer com que você desvie sua atenção para a letra e esqueça a matéria.

10. Use marca-texto.
Usar canetas coloridas e marca-texto para enfatizar os pontos principais é uma boa ajuda para manter o foco no que for importante, especialmente se você tem problemas mais sérios de déficit de atenção. Post-its também podem ser úteis.

11. Respeite seu tempo.
Se você é mais produtivo de manhã, deixe para estudar as matérias mais difíceis nesse período. Quando sentir que a concentração não está rolando de jeito nenhum, faça uma pequena parada e depois volte. Manter intervalos regulares é fundamental – e a frequência vai depender do seu ritmo.

12. Tenha uma programação organizada, mas seja flexível.
Use uma agenda ou quadro branco para organizar suas tarefas e respeite-a! Mas faça programações realistas para que você não se desanime. Definir que você vai estudar durante oito horas por dia se você tem várias outras atividades, por exemplo, não é algo razoável. E esteja aberto para mudanças, caso seja necessário.

13. Crie um pequeno ritual antes de estudar.
Sempre que for mergulhar nos estudos, crie e respeite um ritualzinho antes. Pode ser um alongamento, pegar um copo de suco para deixar na sua mesa, ou que mais achar melhor. Com o tempo, seu cérebro vai entender que é hora dos estudos e ficará mais fácil se concentrar.

http://canaldoensino.com.br/…/13-dicas-para-se-concentrar-n

Fixo 7 (14). Morriñas, Esperanza. Besos a tí, mi maestra. Hale.

 

A você, Esperanza, a minha admiração pelo seu extenso e rigoroso trabalho filosófico e, principalmente, a minha gratidão, pela educadora excepcional que é e com quem eu tive o privilégio de conviver. Dentre inúmeros ensinamentos seus, aprendi que ‘educar não é encher um balde, mas acender um fogo’, de William Butler Yeats. Simplesmente, inesquecível. Para sempre, obrigada!

Un Relato Personal*

Esperanza Guisán

Placentero es acuerdarme de tí, Esperanza. Eso es.
Romero Britto

Romero Britto

*http://www.usc.es/revistas/index.php/telos/article/view/742/723
¨Introducción a la Ética¨. PDF – Free Download/ https://edoc.site/guisan-esperanza-introduccion-a-la-eticapdf-pdf-free.html
Adenda: este post foi acrescido de ¨Mujeres y Pensamiento en la España  Actual¨, de  Março de  2013, conforme os links abaixo:
http://pendientedemigracion.ucm.es/BUCM/fsl/54718.php
http://pendientedemigracion.ucm.es/BUCM/fsl/54725.php

Fixo 8 (14). Filosofía Hoy faz uma entrevista a Esperanza Guisán, professora emérita da Universidade de Santiago de Compostela. USC

Mais

Fixo 9 (14). ?Adónde fuiste, Esperanza?

Esperanza, amiga e professora, que Deus a receba carinhosamente no céu. Obrigada por ter-me contagiado com o seu amor pela Ética e por ter influenciado tão maravilhosamente a minha vida acadêmica e profissional. Tudo o que posso fazer agora é desejar-lhe um imenso caminho de luz e paz.

27 de Novembro de 2015

Fixo 10 (14). Antropologia e Filosofia da Arte. ¨Rosalía de Castro: de alumna a pedagoga de Galicia¨. Helena Villar Janeiro

Em homenagem a este Dia Internacional da Mulher, gostaria de reblogá-la, Profa. Helena. Quero deixar aqui a admiração que sinto pela senhora e por Rosalía, através da leitura de ambas, e através dessa afetuosa e prazerosa amizade que vimos compartilhando ao longo desses anos. Não me canso de lê-las e isto me faz um bem enorme.

Um beijo carinhoso, um forte abraço e um brinde a nós, as mulheres.

¨Acabamos de pasar a conmemoración do 150 aniversario da publicación de Cantares gallegos. O 2013 supuxo o desenvolvementos de estudos sobre Rosalía, pero aínda se van ir descubrindo aspectos que boten máis luz sobre a escritora universal que é considerada unha das mellores poetas –mulleres e homes- de todos os tempos.

Sabemos que naceu en Santiago de Compostela o 24 de febreiro de 1837 nunha casiña pobre do antigo “Camiño novo”, que daquela pertencía ao municipio de Conxo. Ela data Follas novas (1880) no día 23 de febreiro como día do seu aniversario porque naceu na madrugada do 24.

A meniña parecía destinada a ir parar á inclusa por ser filla de pais incógnitos, pero recolleuna súa madriña librándoa así dunha moi posible morte infantil dada a súa delicada saúde e a sorte que corrían  a maioría das criaturas que alí ingresaban. Os seus pais eran en realidade o coengo José Martínez Viojo e a fidalga vida a menos Teresa Castro, vinculada cos antigos moradores do pazo de Arretén. A súa orixe, polo tanto, era anómala pois fora concebida sacrilegamente, algo que a sociedade da época vía con moi malos ollos. Esa foi a razón pola que non foi recoñecida ata que súa nai venceu todos os medos e lle deu á meniña a primeira lección de valentía.

Segundo a tradición, dúas irmás de seu pai levárona para a criaren nunha casiña de Ortoño, no lugar de Tarroeira, pero a permanencia de Rosalía na aldea durou menos tempo do que se pensaba (12 anos), pois sabemos xa que non estivo máis de cinco. En 1842 vivía con súa nai en Padrón, Rúa do Sol. Así que polas rúas de Padrón andou e xogou María Rita Rosalía coas outras meniñas ata que aos dez anos se trasladou a Santiago de Compostela.

¿Como foi a educación desta nena a quen parece salvar o destino o día do seu bautismo para que chegue a ser algo grande?

Rosalía pasa do mundo rural á vila de Padrón e vive dez anos en dous ambientes familiares moi distintos, aínda que os dous humildes economicamente e moi relacionados coa Galicia rural. O da familia paterna, un ambiente campesiño. O de súa nai, un ambiente de señorío sen diñeiro. Cando chega a Santiago, relaciónase coa xente culta que participa en “El Liceo de la Juventud” e socialízase culturalmente nun ambiente progresista. De Santiago marcha Madrid onde coñece a Manuel Murguía, co que casará en 1858. A partir daquela, Rosalía terá un compañeiro de altísima talla intelectual que tamén lla vai recoñecer a ela, un intelectual que a elixirá para levar a cabo a recuperación de Galicia que el ten na cabeza. A Rosalía vaille encomendar a dignificación da lingua. A Eduardo Pondal, encargaralle rebuscar nun pasado glorioso para lle dar a Galicia un espello onde mirarse para reconquistar o seu futuro.

Dos primeiros anos, en contacto directo coa paisanía en Ortoño e en Padrón, Rosalía aprende a sabedoría da lingua popular, a lingua propia de Galicia e as súas cancións, que son os restos dunha poesía oral herdeira das grandes cantigas medievais, de cuxa existencia ela non ten coñecemento. Sobre esta poesía vai construír os seus Cantares gallegos.

Na etapa marcadamente padronesa recibe a educación refinada que lle proporciona unha nai con menos cartos que restos de nobreza. Durante a estadía en Santiago de Compostela, recibe a mellor educación que unha muller da época pode acadar: cultura xeral ampla e formación artística multidisciplinar que lle permitía compoñer versos, saber solfexo, tocar varios instrumentos, debuxar e converterse nunha prometedora actriz. Posiblemente nesta etapa santiaguesa teñen lugar tamén os primeiros sentimentos amorosos e as primeiras decepcións, pois alí coñeceu e tratou a Aurelio Aguirre que lle dedicou versos louvadores da súa intelixencia e se cubriu de aureola romántica ao poñer fin á súa vida no mar de Orzán na Coruña.

En Madrid publica o seu primeiro libro, La flor, do que Manuel Murguía fai unha reseña. Uns meses máis tarde, casan e manteñen durante a vida en común –el sobreviriraa moitos anos- unha grande colaboración cultural. Rosalía fórmase na súa biblioteca, coñece os grandes intelectuais europeos da época e ponse en relación coa literatura universal, influencia que podemos rastrear na súa obra.

Rosalía foi unha alumna privilexiada que soubo aproveitar todas as aprendizaxes que se lle presentaron: a da vida, a dos libro, a das conversas.

Como aprendizaxe de poeta nunha lingua que non constaba que tivese tradición literaria, aceptou a recomendación de Murguía de escribir no por daquela chamado dialecto que aprendera de nena. Partindo das cancións que oía cantar, e seguindo unha tendencia da súa época –a do romanticismo- de recuperar e valorar a arte do pobo, escribiu os poemas que acabarían nun libro, Cantares gallegos, datado no día de nacemento do seu home, o 17 de maio.

Este foi o primeiro gran libro escrito en lingua galega moderna, que non tiña nin gramática nin dicionario, por unha poeta de grande sensibilidade e facilidade para a o verso. Vai precedido dun prólogo que, ademais do seu interesante contido, demostra que Rosalía era quen de utilizar o galego tamén para escribir en prosa. Neste poemario, defendía a Galicia de todas as aldraxes que lle viñan proferindo moitos escritores de fóra, como Góngora ou Quevedo, por citar algún dos máis notorios antigalegos. A partir da publicación de Cantares gallegos, Rosalía convértese en mestra da nosa colectividade, da que está aquí e da que está emigrada en América, que chega a publicarlle Follas novas en La Habana no ano 1880. É agora cando conviven nela a alumna que seguirá aprendendo toda a vida como os mellores mestres e mestras, e en pedagoga que guía dalgún xeito ao noso país, un país de emigrantes, de necesitados e de desposuídos. O pobo chegou a adoptala como nai das súas penas e consolo das súas desgrazas por encima de calquera razoamento,

En primeiro lugar, Rosalía é mestra de lingua, dotándoa dunha grafía inicial. ¡Cantos escritores aprenderon a escribir a lingua de Galicia lendo os seus libros!Pero tamén é mestra polos contidos da súa obra que son educativos para os seus lectores do mundo enteiro, para todas as linguas, para todas as épocas. As desgrazas que pasaba Galicia na segunda metade do século XIX parecen volver a ateazarnos. Os ricos son acadora máis ricos e os pobres son acadora máis pobres. Os desafiuzamentos parécense a aquelas visitas que facían os “algoasiles” ás aldeas para desposuír os habitantes das súas casas por non poderen pagar os “trabucos e os préstamos”. Rosalía non é unha poetisa ao uso das súas contemporáneas, senón unha escritora profesional que non escribe “das pombas e as frores”, como di no primeiro poema de Follas novas.

Os libros rosalianos teñen potencialidade educativa. Desde o seu coñecemento do medio físico e cultural de Galicia, que se concreta nun riquísimo vocabulario, as referencias xeográficas, a descrición dos nosos costumes, ata os valores humanos que se desprenden dos seus poemas máis solidarios, sobre todo coas mulleres que son naquela época as grandes marxinadas da historia e cos pobres de todos os tempos que sofren toda clase de inxustizas de man dos poderosos. A palabra de Rosalía fundamenta a educación para a igualdade e a súa pluma comprometida proponnos non poucas reflexións arredor dun fenómeno, que xa parecía inverso e cada vez máis frecuente nas nosas aulas: a emigración e o triste desarraigo que padecen  “os que noutras terras/ tén que buscar pan”. Non obstante, Galicia volve emigrar e os seus versos servirán de forza para as persoas que se vexan obrigadas a deixar a patria,“forzoso, mais supremo sacrificio, que a miseria está negra en torno deles, e adiante está o abismo”.

Rosalía é unha poeta intemporal que non pasa de moda. Por desgraza da humanidade, os seus poemas máis cívicos son homologables aínda coas circunstancias polas que pasa o mundo máis empobrecido. E as análises e intuicións que fai nos seus versos relativos á condición humana, á dor, á finitude, ás ansias de inmortalidade, á soedade radical que padece o noso espírito é unha canteira de versos aplicables ás mulleres e homes de todos os tempos, de todas as xeografías e de todas as culturas.

Rosalía ensina a apreciar o propio, a valorar o idioma milenario que herdamos dos antergos, a coñecer a riqueza cultural, a ser solidarios cos que sofren, a mostrarse sensibles perante as inxustizas, a valorar as capacidades creativas e intelectuais das mulleres, a aprofundar nos pensamentos e a expresar ese resultado nun texto que permita coñecerse mellor e a mellor trasmitir os pensamentos.

Ao lado dos poemas que mellor retratan o pesimismo humano, Rosalía utiliza o xenio do humor, que é o cerne do noso espírito. Ela desmostra en que consiste a máis fina das ironías, a que invirte os papeis, a que di o contrario do que parece dicir. Por iso algúns dos seus poemas arrancan un sorriso e outros unha gargallada.

Rosalía non é santa. Nin tampouco é choroa. Ela non fai máis que cantar a realidade que viviu e viu ao seu redor. Ela explica así o fenómeno do pesimismo que por veces a invade e nos invade: “Triste é o cantar que cantamos/ mais que facer se outro mellor non hai”.¨

http://www.elcorreogallego.es/opinion/la-quinta/ecg/fundacion-rosalia-dinamica-necesaria/idEdicion-2014-03-23/idNoticia-859570/

Fixo 11 (14). Educação, Ética e Antropologia. ‘A identidade fascinada’, de Antonio Piñeiro. Caderno da Crítica. Ramón Nicolás

Una pandilla inolvidable, Ramón Nicolás.
Muita saudade da RU Colégio Fonseca, com seus jardins e carvalhos, e especialmente da RU Monte da Condesa, onde fiz amigos que conservo até hoje. Facultad de Filosofía y CC de la Educación. Campus Vida (antigo Campus Sur). USC.

Obrigada pelo post!
https://mariadario.wordpress.com/2010/07/09/25-de-xullo-dia-da-patria-galega/

Caderno da crítica

Antonio Piñeiro

A identidade fascinada

Galaxia, Vigo, 2015, 164 páxinas, 14 €

Antonio Piñeiro levanta acta do universo particular que se xerou coa chegada do estudantado universitario a Compostela ao longo dos anos oitenta: unha viaxe polo que aquilo foi e polo que significou

Destila vagar compositivo e innegable afán de innovación este novo libro de Antonio Piñeiro que ten a ben advertir, nas páxinas limiares, as claves do enfoque que exhíbe acaroándose ás definicións de novela de Pío Baroja -“ese saco remendado onde cabe todo”- e de Cela: “documento, espello ou cámara tomavistas”.

         Un hibridismo asumido que se cadra bascula cara á crónica ensaística, cunha enorme documentación polo medio, entreverada coa propia ficción ou, se se quer, coa “non ficción” e que se inxecta por unha estética de sensacións. Vese, si,  un rapaz con catiúscas que chega a Compostela nos anos oitenta, algúns amigos e amigas de perfís…

Ver o post original 248 mais palavras

Fixo 12 (14). Filosofia da Arte. ¨Retrato¨. Cecília Meireles

 ¨Retrato¨

Cecília Meireles

Eu não tinha este rosto de hoje,
Assim calmo, assim triste, assim magro,
Nem estes olhos tão vazios,
Nem o lábio amargo.

Eu não tinha estas mãos sem força,
Tão paradas e frias e mortas;
Eu não tinha este coração
Que nem se mostra.

Eu não dei por esta mudança,
Tão simples, tão certa, tão fácil:
– Em que espelho ficou perdida
a minha face?

Cecília Meireles

Cecília Meireles

(Obra poética, Volume 4, Biblioteca luso-brasileira: Série brasileira. Companhia J. Aguilar Editora, 1958, p. 10) 
http://www.poesiaspoemaseversos.com.br/

Fixo 13 (14). Filosofia da Arte e Ética. Escritos de FLORBELA ESPANCA

Florbela Espanca, uma escritora que sempre me impressionou, principalmente pela sua concepção do amor e do casamento.

O Sucesso para um Grande Amor’
FLORBELA ESPANCA
Estou contente porque a minha querida não tem ainda o afecto exclusivo e único que há-de sentir um dia por um homem, apesar de todas as suas teorias que há-de ver voar, voar para tão longe ainda!… E no entanto, elas são tão verdadeiras! Ainda assim, minha querida Júlia, uma das coisas melhores da nossa vida de tão prosaico século, é o amor, o grande e discutido amor, o nosso encanto e o nosso mistério; as nossas pétalas de rosa e a nossa coroa de espinhos. O amor único, doce e sentimental da nossa alma de portugueses, o amor de que fala Júlio Dantas, «uma ternura casta, uma ternura sã» de que «o peito que o sente é um sacrário estrela­do», como diz Junqueiro; o amor que é a razão única da vida que se vive e da alma que se tem; a paixão delicada que dá beijos ao luar e alma a tudo, desde o olhar ao sorriso, — é ainda uma coisa nobre, bela e digna! Digna de si, do seu sentir, do seu grande coração, ao mesmo tempo violento e calmo. Esse amor que «em sendo triste, canta, e em sendo alegre, chora», esse amor há-de senti-lo um dia, e embora morto, perfumar-lhe-á a alma até à morte, num perfume de saudade que jamais o tempo levará!
No entanto, o casamento é brutal, como a posse é sempre brutal, sempre! O melhor beijo, o beijo mais doce, aquele que se não esquece nunca, é aquele que nunca se deu, disse-o um dia um poeta, e eu creio. Só para as mulheres, as tais mulheres mais animais que espirituais, é que o casamento não é a desilusão de sempre, — mas então nós? Se ganhamos um grande amigo, o que nós sofremos muitas vezes! A revolta de tudo quanto há de delicado em nós, e que se ofende e se indigna com as afrontas que são afinal uma grande lei da Natureza! E não há homem, por superior que seja, que com­preenda esta revolta e que a desculpe! Em tudo eu penso exactamente o mesmo que a minha querida Júlia; não há nada, tanto para os homens como para a mulher, que valha a liberdade tanto alma como de pensa­mento. É o casamento um grilhão de flores e risos? De acor­do, mas é sempre um grilhão. Ria, pois, e cante com a sua bela alegria, ame doidamente alguém, mas nunca abdique nem uma só das suas graças, nem uma só das suas ideias que lhe fazem vincar a fronte às vezes com uma pequenina ruga de capricho e insolência, que fica tão bem às mulheres boni­tas; não ajoelhe nunca, porque está nisso o nosso grande mal, o nosso profundíssimo erro; nós invertemos muitas vezes os papéis, e em proveito deles, e depois as consequências são muitas vezes as paixões que devastam uma vida inteira por criaturas que se dignam dar, por último, como humilde mortalha, um olhar de compaixão! O melhor de todos os homens não vale um fanatismo, creia-me, e embora a nossa alma, com essa ânsia de amor, de ternura que canta sempre em nós, se lhes dedique completamente, que eles o não sai­bam nunca, que não suspeitem sequer!… Abdicando um grau da nossa realeza, teremos de descer sempre, sempre, até ao fim. Não é verdade isto?
Florbela Espanca, in “Correspondência (1916)”

Fixo 14 (14) .¨Velha Chácara¨. ENTRE LES MOTS. ¨Lira dos Cinquent’anos¨. Manuel Bandeira

FILOSOFIA da ARTE. POESIA. MANUEL BANDEIRA

Em homenagem a Fazenda Pau d’Alho.

Entre Les Mots

A casa era por aqui… 
Onde? Procuro-a e não acho. 
Ouço uma voz que esqueci: 
É a voz deste mesmo riacho. 

Ah quanto tempo passou! 
(Foram mais de cinqüenta anos) 
Tantos que a morte levou! 
(E a vida… nos desenganos…) 

A usura fez tábua rasa 
Da velha chácara triste: 
Não existe mais a casa… 

— Mas o menino ainda existe. 

Manuel Bandeira, In Lira dos cinquent’anos, 1940

Ver o post original

Pizza. “Ti Strappo na Risata”

Filosofia da Arte. Pensando na ARTE: expressão da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS humanos. Boca Livre – “O Trenzinho do Caipira” com poema de Ferreira Gullar.

Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. A Terra e seus vizinhos. A Via Láctea

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. “A Cidade dos Malditos”. Dryden. USA

Filosofia da Arte. Pensando na ARTE: expressão da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS humanos. Elvin Bishop – Fooled Around and Fell in Love

Filosofia da Ciência. ‘ÓVNIS: MISSÕES ESPACIAIS ULTRASSECRETAS’ | HISTORY 

ENTRETENIMENTO. ‘Terra Brasil’. Espírito Santo

Ética. Pensando nas PESSOAS e em seu AGIR CORRETO. Questões de FAMÍLIA. ‘Sou obrigado a vacinar meu filho?’ ‘Posso exercer sobre o meu filho o homeschooling?’

Conversando em família.

Fonte: Sou obrigado a vacinar meu filho? Posso exercer sobre o meu filho o homeschooling?

Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. ÓVNIS e ARMAS NUCLEARES. ‘Óvnis: Missões Espaciais Ultrassecretas’ | HISTORY 

Entretenimento. ‘Catalina Island’

“Cen anos de ‘Día de Galicia’ no esquecido Día Nacional” – Praza Pública

Non hai celebración ningunha do Día Nacional por parte da Xunta tampouco neste 2020, cando se fan cen anos dende a primeira vez que o 25 de xullo foi conmemorado como “Día de Galicia” por impulso das Irmandades da Fala, cando se propuxeran “facer canto seia abranguibre, para que dentro de poucos anos, non haxa fogar galego, aldeán ou vilego, que deixe d’esteriorizar o seu patriotismo no Día de Galicia”

Fonte: Cen anos de ‘Día de Galicia’ no esquecido Día Nacional – Praza Pública

Entretenimento. BONITO – Mato Grosso do Sul

ENTRETENIMENTO. Chapada dos Guimarães – Mato Grosso 

Entretenimento. CHAPADA DOS VEADEIROS – Goiás

“ANGROIS”

Triste lembrança.

Tirar do fío

#fotopoemas

#poesiaminima

#haikus

Curvas de Angrois

na rosa ensanguentada.

Chorou a noite.

Ver o post original

Entretenimento. Chapada Diamantina – BAHIA

Antropologia e Política. Pensando na PÓLIS, cidade ou país. “25 de Xullo”. Dia da Pátria Galega. Parabéns, Galiza!

Ética Animal e Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. ‘Coronavirus de Wuhan: repulsivas imágenes del mercado donde se originó el brote y la alerta mundial.’

EDUCAÇÃO. Helena Villar Janeiro – Blog de bed’s

Defensora de la lengua gallega

Fonte: Helena Villar Janeiro – Blog de bed’s

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. ‘A primeira voluntária brasileira a receber a vacina de Oxford contra a Covid-19’

Entretenimento. ‘Onde surfar ALTAS ONDAS em cada mês do ano?’ Tiro certo na surf trip – Fazendo a Mala 

Entretenimento. Fernando de Noronha. ‘Fabiana dá de cara com TUBARÃO em mergulho’ | Nalu Nos Melhores Resorts de Surfe | Canal OFF 

Filosofia da Arte. Música. Soul. Hip Hop. Rock Eletrônico. Gnarls Barkley – ‘Crazy’

Entretenimento e ÉTICA. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. Brigas, Rivalidades, Ameaças, Tretas no surf! Renan conta como foi ameaçado no Havaí

Entretenimento. O que é ‘PIPELINE’? Como surfar Pipeline? – Série ao Fundo

Entretenimento. ‘Bono surfa pra cachorro! | Bono, o cão surfista’ | Canal OFF 

Entretenimento. JALAPÃO – Tocantins

ENTRETENIMENTO. ‘DESAFIO EM DOSE DUPLA.’ Coronel Leite e Leo Rocha

FILOSOFIA da CIÊNCIA. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. ‘Coronavírus: A Origem’ 

Antropologia e Ética. Pensando nas PESSOAS para AJUDÁ-LAS. Guarani Kaiowá. Documentário: “Terras Brasileiras” 

Entretenimento. AMAZÔNIA – Viagem pela Floresta Amazônica, Brasil |

Antropologia e Educação. ‘135 CABODANO DE ROSALÍA DE CASTRO’

Tirar do fío

Rosalía de Castro

(15 de xullo 1885-15 de xullo de 2020)

SEMPRE NO MEU ESPELLO

Ver o post original

Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. ‘Cientistas alertam para problemas no cérebro em pacientes com covid-19.’

Antropologia. Pensando nos COSTUMES, HISTÓRIAS e TRADIÇÕES de cada povo e país. ‘A lenda que ronda os famosos corvos da Torre de Londres.’ DWBrasil

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. ‘Afro-alemães falam sobre racismo na Alemanha.’ DWBrasil

Entretenimento. MERGULHANDO COM TUBARÕES BRANCOS – África do Sul | Karina Oliani

Entretenimento. Karina Oliani em Guadalupe | Série: ‘Nadando com os Tubarões’

Entretenimento. MICHAELA FREGONESE no ‘SÉRIE AO FUNDO’ 

Ética Animal. Pensando nos ANIMAIS para AJUDÁ-LOS. ‘Banco de Ração’. Indaiatuba. SP

Maravilhosa, esta iniciativa da Prefeitura Municipal de Indaiatuba. Que mais nenhum cão ou gato da cidade passe fome.
PARABÉNS!💖💖💖

Cadastro para receber ração do ‘Banco de Ração’: https://www.indaiatuba.sp.gov.br/…/cadastramento-banco-de-…/

Informações para doar ração ao ‘Banco de Ração’:
https://www.indaiatuba.sp.gov.br/relacoes-instituc…/…/28646/

Ética. Pensando nas PESSOAS para AJUDÁ-LAS. Whatsapp de ajuda às mulheres que sofrem violência em Campinas. SP

Diga NÃO às agressões físicas e psicológicas d@ amig@, namorad@, noiv@, companheir@ ou marido. Antes que seja tarde!

ENTRETENIMENTO. “Quase morri, abri um tampão na cabeça, mas fui no carnaval!” – Scooby

ENTRETENIMENTO e Ética. Pensando nas PESSOAS para AJUDÁ-LAS. Surfe e Medicina – ‘Afogamento é papo sério.’ | Waves

‘Temporada de verão bate à porta e Dr. Guilherme Vieira Lima fala sobre o alto índice de afogamentos nesta época do ano.’

Fonte: Surfe e medicina – Afogamento é papo sério | Waves

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. ‘De la calle a Harvard’ 

Antropologia. Pensando nos COSTUMES, HISTÓRIAS e TRADIÇÕES de cada povo e país. ‘Xullo, o mes das leiteiras na Galiza.’

ENTRETENIMENTO. Florianópolis. SC.  ‘Pegadas Salgadas’ 

Antropologia. Pensando nos COSTUMES, HISTÓRIAS e TRADIÇÕES de cada povo e país. 29 de Junho – ‘São Pedro e São Paulo, Apóstolos de Cristo.’ | Arquidiocese de São Paulo

Hoje a Igreja do mundo inteiro celebra a santidade de vida de São Pedro e São Paulo apóstolos e mártires de Cristo.

Fonte: São Pedro e São Paulo, Apóstolos de Cristo | Arquidiocese de São Paulo

CINEMA. ‘Chacal’

Antropologia e Entretenimento. Surfistas no Havaí. ‘3 DIAMANTES’ – OAHU – HAWAII 

Entretenimento. MEDINA domina Pipeline e é BICAMPEÃO MUNDIAL! – SAF no Havaí

Filosofia da Arte. MÚSICA. Fito Paez – ‘Un Vestido y Un Amor’

Fito Paez

Antropologia. Pensando nas HISTÓRIAS, COSTUMES e TRADIÇÕES de cada povo e país. ‘Orellas con sabor a vida.’

Antropologia. Pensando nos COSTUMES, HISTÓRIAS e TRADIÇÕES de cada povo e país. ‘Filloas gallegas de aldea.’ 

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. Amor e coragem.

Citação

Filosofia da Arte. Pensando na ARTE – expressão da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS. ‘Amai, porque nada melhor…’

IAmai, porque nada melhor para a saúde que um amor correspondido.IICom as lágrimas do tempo e a cal do meu dia eu fiz o cimento da minha poesia.IIINádegas é importantíssimo. Grave, porém, é o problema das saboneteiras. Uma mulher sem saboneteiras é como um rio sem pontes.IVO uísque é o melhor amigo do homem: é um cachorro engarrafado.VA vida é…

Amai, porque nada melhor — Poesia Contemporânea e Moderna

Filosofia da Arte. Pensando na ARTE – expressão da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS. ‘Vênus’

En la tranquila noche, mis nostalgias amargas sufría.En busca de quietud bajé al fresco y callado jardín.En el obscuro cielo Venus bella temblando lucía,como incrustado en ébano un dorado y divino jazmín.A mi alma enamorada, una reina oriental parecía,que esperaba a su amante bajo el techo de su camarín,o que, llevada en hombros, la profunda…

Venus — Poesia Contemporânea e Moderna

EDUCAÇÃO. Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin: Acervo Digital

Fonte: Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin: Acervo Digital

‘O Apocalipse’. Nicolas Cage

EDUCAÇÃO. ‘Bibliotecas e COVID-19 : e agora que?’. Fonseca. Blog da Biblioteca Universitária de Santiago de Compostela

Fonseca

L.G.

Levamos falado moito do que estivemos a facer, aínda facendo, durante a pandemia, a crise do COVID19. Unha circunstancia tan extrema, descoñecida e case distópica, lanzou as bibliotecas a un salto sen rede, a unha adaptación rápida e sen tregua.  Mencionamos, como é lóxico, o traballo da BUSC cunha nova web, cunha aposta informativa e divulgativa que intentaba dar resposta a unha serie de necesidades urxentes e para as que non houbo prácticamente tempo de preparación. Vaia por diante o agradecemento polo traballo feito a todo o equipo de profesionais que fixeron posible seguir ofertando servizos.

A situación das bibliotecas e estas respostas que tiveron que dar rápidamente, como o fixeron e o que pode cambiar o noso futuro, foi o obxecto dun debate en liña nos Laboratorios bibliotecarios de MediaLab Prado. A idea central, a de ver como e de que xeito estabamos adaptando servizos a…

Ver o post original 661 mais palavras

Antropologia. Pensando nos COSTUMES, HISTÓRIAS e TRADIÇÕES de cada povo e país. ‘As herbas do San Xoán’ — BiosBardia

Nati Rey. Faltan poucas horas para a noite do San Xoán, data que está vencellada a numerosas crenzas e ritos, reminiscencia de antigos cultos que se celebraban coa chegada do solsticio de verán. A auga, o lume e as herbas son os tres símbolos nos que se basean os rituais desta noite e que, segundo 

      As herbas do San Xoán — BiosBardia

ENTRETENIMENTO. Maya Gabeira mostra como e tornou uma GIGANTE do surfe | Eu, Maya Gabeira | Canal OFF 

ENTRETENIMENTO. Maya Gabeira’s Triumphant Return to Nazaré 

Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. ‘Pesquisadoras criam canudo biodegradável de amido de mandioca.’ — Guia do Estudante

Há cinco anos, um vídeo de oito minutos publicado no Youtube foi o estopim para uma discussão sobre canudos e poluição que ecoou pelo mundo todo. O sofrimento de uma tartaruga ao ter um canudo removido de dentro do nariz por biólogos marinhos despertou a atenção de muita gente para um problema gigantesco de poluição…

     Pesquisadoras criam canudo biodegradável de amido de mandioca — Guia do Estudante

Filosofia da Arte. CINEMA. ‘Discovering Mavericks’ – Jay Moriarity, Mark Foo, Peter Mel

ENTRETENIMENTO. Chumbo e Burle em ritmo de competição! | Burle, Me Treina| Canal OFF 

Antropologia. Pensando nos COSTUMES, HISTÓRIAS e TRADIÇÕES de cada povo e país. ‘Stonehenge’

Antropologia. Pensando nos COSTUMES, HISTÓRIAS e TRADIÇÕES de cada povo e país. ‘STONEHENGE – O CÍRCULO SAGRADO CELTA’

Site do Prof. Wagner Borges. Cursos, Palestras e Textos sobre Viagem Astral, Experiências Fora do Corpo, Projeção Astral, Chacras, Aura, Mediunidade, Vida Após a Morte, Imortalidade da Consciência.

Fonte: STONEHENGE – O CÍRCULO SAGRADO CELTA – Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas

Antropologia. Pensando nos COSTUMES, HISTÓRIAS e TRADIÇÕES de cada povo e país. ‘Oração Celta do Amor em Stonehenge’

Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. ‘Sunset | Summer Solstice 2020 at Stonehenge’

 

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2020/06/20/solsticio-de-verao-em-stonehenge-sera-transmitido-ao-vivo-pela-primeira-vez.ghtml?utm_source=twitter&utm_medium=social&utm_campaign=g1

Ética. Pensando nas PESSOAS e no AGIR CORRETO. ‘A questão é saber se chegaremos ao final da pandemia com vergonha ou com decência, diz Mario Sergio Cortella.’ – BBC News Brasil

Para o filósofo, país precisa dar conta de cuidar dos que são e ainda serão vítimas da crise econômica. Ele diz que a solidariedade não pode ser apenas retórica, mas deve funcionar de maneira prática no cotidiano. “Se a gente entender a ética como sendo o cuidado com a vida coletiva, todas as vezes que há um descuido isso acaba se tornando antiético.”

Fonte: A questão é saber se chegaremos ao final da pandemia com vergonha ou com decência, diz Mario Sergio Cortella – BBC News Brasil

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. Olhem isso. Só entra na festa quem der negativo no teste da Covid.

Ética. Pensando nas PESSOAS para AJUDÁ-LAS. ‘Favela Surf Clube’. Arpoador. RJ. ‘A onda que quebrou preconceitos’. Série ao Fundo 

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. ‘Série Pequenos Grandes Talentos: conheça a história de Everaldo “Pato” Teixeira’| NSC Total

Aos 15 anos, Everaldo Teixeira dos Santos começou a surfar. Natural de Penha, criado pela avó e pelo pai, nessa época ele não imaginava que sairia das ondulações do Litoral Norte de Santa Catarina para pegar ondas gigantes nos “quatro cantos” do globo, conhecido como Pato.

Fonte: Série Pequenos Grandes Talentos: conheça a história de Everaldo “Pato” Teixeira | NSC Total

ENTRETENIMENTO. ‘O Roteiro PERFEITO para a evolução do surfe da Bellinha | Nalu Nos Melhores Resorts do Surfe’

ENTRETENIMENTO. ‘Família Nalu se encanta com restaurante subaquático | Nalu Nos Melhores Resorts de Surfe’ | Canal OFF 

ENTRETENIMENTO. A Mulher Biônica – O Demônio da Noite 

Educação. Helena Villar Janeiro: “Os libros que se relén cando ti xa non es a mesma vólvense novos.”

BiosBardia

Helena Villar Janeiro. XOÁN ÁLVAREZ.

Poeta e narradora, mestra de escritores, voz dos Ancares, matriarca por dereito propio das nosas letras contemporáneas. Helena Villar Janeiro franquéanos a porta da súa ‘Biblioteca Íntima’, á que sumamos as súas tres últimas obras: Minimal Poetry/Poesía mínima (Alvarellos), Amor por catro e Fina, a pirata (ambas en Galaxia).

Cal é o primeiro libro que recorda ter lido?

Lin moito desde moi nena: contos, fábulas, vidas de nenas e nenos santos e TBOs, pero o libro literario da miña infancia foi un tomo de El Tesoro de la Juventud. Tiña pés de ilustracións de textos de Shakespeare, Walter Scott e materia de Bretaña. Adoraba ler e reler neles sen comprender a forma. “Otelo contempla a Desdémona dormida. De Otelo”. “Sir Reginaldo apresa a Cedric, a Rowena, a Isaac de York con su hija Rebecca y a Ivanhoe herido. De Ivanhoe”. “Tristán debe…

Ver o post original 1.534 mais palavras

Ética Animal. ‘O RECORDO DO CAPRI’ – Helena Villar Janeiro

Tirar do fío

Chamábase Capri, nome herdado dun cadelo que tivera un neno amigo e lle comera o lobo polas beiras da vila en invernía dura. Era nome bonito e púxenllo a el. Capri lle quedou, aínda que só eu llo chamase. Para o resto, donos e veciñanza, non era máis que o can.

Estaba en Quintá de Cancelada e vivimos seis anos na mesma casa. El coidaba o gando e daba a xente, como chaman no rural a que o can avise da presenza de estraños nos arredores. Eu daba clase nunha escoliña á que acudía en zocas de zapatilla para superar as lamas que se acumulaban de inverno nos camiños ancarese antes de que os borrasen con asfalto. El era can de palleiro aínda moi novo e con bonita pelexa leonada. Eu acaba de estrear a xuventude, pois esta historia aconteceu na década dos sesenta, que coincide coa dos meus vinte…

Ver o post original 820 mais palavras

Entretenimento. ‘Rafting the Colorado River through the Grand Canyon’ 

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. Brasil é o segundo em mortes por Covid-19: veja declarações de Bolsonaro, Trump e Boris Johnson.

Entretenimento. Saquarema: A Capital Brasileira do Surfe | Canal OFF 

Filosofia da Arte. Pensando nas ARTES: na EXPRESSÃO da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS humanos. Pietro Lombardo, Palazzo Dario, 1487, Venezia.

Pietro Lombardo, Palazzo Dario, 1487, Venice.

palazzonostalgy: Pietro Lombardo, Palazzo Dario, 1487 Venice — ~ PetitPoulailler.com ~ — THE DARK SIDE OF THE MOON…

Filosofia da Arte. Pensando nas ARTES: expressões da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS humanos.’TRIUNFO DO PARALELO’. Helena Villar Janeiro

Tirar do fío

#fotopoemas

#poesiaminima

#haikus

Son os camiños

triunfo do paralelo

fronte á certeza.

Ver o post original

Entretenimento. Surfe em Figueira de Foz! | Europa Por Elas | Canal OFF

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. Bolsonaro, arrependimento de voto. A lucidez popular!

Entretenimento. Maya Gabeira e a onda de Nazaré | Eu, Maya Gabeira. | Canal OFF

Psicologia e Ética. Pensando nas PESSOAS para AJUDÁ-LAS. ‘Reading the Soul’. Catherine Carrigan

Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. ‘Acoplamento CrewDragon na ISS’ | NASA e SpaceX 

Antropologia. Pensando nos COSTUMES, HISTÓRIAS e TRADIÇÕES de cada povo e país. A Gaita Galega

Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. ‘Por que o próximo lançamento da SpaceX é TÃO importante?’ 

Economia e Ética. Pensando nas PESSOAS para AJUDÁ-LAS. Coronavírus: ‘Deveríamos já começar a nos preparar para a próxima pandemia’, diz Nobel de Economia Robert Shiller – BBC News Brasil

Professor da Universidade de Yale discorre sobre como essa nova “economia pandêmica” afeta nossas vidas, como se relaciona com outros eventos históricos, como influencia os mercados financeiros e como pode transformar o mundo em que vivemos.

Fonte: Coronavírus: ‘Deveríamos já começar a nos preparar para a próxima pandemia’, diz Nobel de Economia Robert Shiller – BBC News Brasil

Política. Pensando na ‘PÓLIS’, cidade ou país. ‘Não subestimemos Bolsonaro e o bolsonarismo.’ | Congresso em Foco

“Infelizmente, o que muitas vezes parece desconexo ou risível, é cuidadosamente preparado para gerar efeitos na oposição e na base” Júlia Costa

         Fonte: Não subestimemos Bolsonaro e o bolsonarismo | Congresso em Foco

Ética. Pensando nas PESSOAS para AJUDÁ-LAS. ‘Dad, how do I?’

Entretenimento. Bear Grylls. ‘À Prova de Tudo – Montanhas Rochosas’

Filosofia da Arte. Pensando nas ARTES: expressões da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS HUMANOS. Silvia Pérez Cruz. Catalunha

Ética. Pensando nas PESSOAS e e suas ATITUDES. ‘Día Internacional contra a Homofobia, a Transfobia e a Bifobia’ – “O noso amor só ten ollos no corazón.” — Aulas Galegas

No 17 de maio non todo son Letras Galegas porque hoxe tamén é o Día Internacional contra a Homofobia, a Transfobia e a Bifobia e en Aulas Galegas este día queremos conmemoralo cunha obra artística de Lía Fernández Rial (Rúa unha estudante do IES das Barxas) creada ao abeiro das aulas da nosa compañeira Luz…

via Día Internacional contra a Homofobia, a Transfobia e a Bifobia – O noso amor só ten ollos no corazón — Aulas Galegas

Política. Pensando na ‘PÓLIS’, cidade ou país. Cálice – Renato Braz, Breno Ruiz, Chico Buarque, Mílton Nascimento, Roberto Leão e Mário Gil.

Política e Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. Renato Aroeira

Entretenimento. ‘Bear zoando com a nossa cara.’ CELEBRIDADES à PROVA DE TUDO

Entretenimento. ‘À PROVA DE TUDO’ – Sibéria – Bear Grylls 

Entretenimento. Tour Santiago de Compostela | GALICIA 360°

Santiago de Compostela é Patrimonio da Humanidade pola UNESCO, 1985, así como capital espiritual y administrativa de Galicia. Seus séculos de historia están nas súas igrexas e edificios, nas súas rúas e prazas, e mesmo nos hábitos de vida. Con razón do Codex Calixtino, contén unha guía feito a peregrinación.

Fonte: Tour Santiago de Compostela | GALICIA360

 

Filosofia da Arte. Pensando nas ARTES: expressões da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS humanos. Madredeus – O Pastor 

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. ‘Le Monde Diplomatique Brasil’- O peão da Covid 19, Jair Bolsonaro.

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. Transgêneros. ‘HOMEM TRANS CONTA SOBRE ACEITAÇÃO DA FAMÍLIA’ | MEU TEMPO É HOJE 

Ética. Pensando nas PESSOAS e em suas ATITUDES. Transgêneros. ‘ELE É PAI DE UMA CRIANÇA TRANS DE 11 ANOS’ l Lucca Najar 

ENTRETENIMENTO. ‘Viaje sem sair de casa: canais do YouTube para conhecer o mundo todo.’ — Guia do Estudante

 

Por causa da pandemia do COVID-19, sair de casa já se tornou uma aventura. Planejar uma viagem, então, parece um sonho impossível. Mas não apenas agora é um ótimo momento para você se preparar para estudar fora, como também há alguns canais do YouTube que você pode usar para “viajar” enquanto a pandemia não passa.…

via Viaje sem sair de casa: canais do YouTube para conhecer o mundo todo — Guia do Estudante

COVID 19. ‘Exercicios respiratorios’ — Aulas Galegas

AGR.- O servizo de Rehabilitación e Medicina Física do CHUVI vén de publicar un vídeo de exercicios respiratorios dirixido a pacientes infectados con COVID-19. Son unha serie de exercicios orientados á recuperación respiratoria, polo que todos/as podemos beneficiarnos, especialmente aquelas persoas que padecen dalgunha doenza relacionada. A través destes exercicios conseguiremos unha mellora da capacidade…

via Exercicios respiratorios — Aulas Galegas

Saudades, querida Esperanza. ‘Manifestación en defensa de la Filosofía en el Bachillerato’ – 14 de mayo 2008 

Reaprendendo o galego! ‘Se queres pintar, ata cun coche o podes lograr.’ — Aulas Galegas

AG.- Suso Cubiero e a súa filla Xana convídannos a pintar cun coche. The post Se queres pintar, ata cun coche o podes lograr appeared first on Aulas Galegas.

via Se queres pintar, ata cun coche o podes lograr — Aulas Galegas

Entretenimento. “14 museus para conhecer sem sair de casa durante a quarentena.” — Guia do Estudante

Diversas atividades estão se adaptando durante essa quarentena para diminuir o contágio do coronavírus. O universo cultural não ficou de fora. Diversos museus pelo mundo inteiro disponibilizaram visitas virtuais para você mergulhar em seus acervos sem sair de casa. Que tal aproveitar o isolamento social para conhecer alguns que separamos na lista abaixo? Confira: Pinacoteca…

via 14 museus para conhecer sem sair de casa durante a quarentena — Guia do Estudante

‘What an Orchid Can Teach You About Not Giving Up’ – Catherine Carrigan

Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. “16 Benefícios do Chá de Guaco”

Vamos descobrir quais são os benefícios do chá de guaco? As folhas da planta são utilizadas no preparo de um chá, que pode trazer diversos benefícios.

Fonte: 16 Benefícios do Chá de Guaco – Para Que Serve e Dicas – MundoBoaForma.com.br

Bolsonaro – Stand-up “Tragedy” — BLOG DO AMARILDO . CHARGE

via Bolsonaro – Stand-up “Tragedy” — BLOG DO AMARILDO . CHARGE CARICATURA

“10 propostas en galego e de balde para ler durante o encerro.” Baía Edicións. Galiza

Baía Edicións libera un compendio de libros para nenas e adolescentes desde os 4 até máis de 12 anos.

Fonte: 10 propostas en galego e de balde para ler durante o encerro

Fiquem em casa! MC Lucas Afonso

‘Se liga no papo reto do MC Lucas Afonso, 27 anos, de São Miguel Paulista, zona leste de SP. Foi campeão do Slam Brasil, campeonato de poesia falada, e representante do Brasil na Copa do Mundo de Poesia (França). Tb é ator, autor do livro “A Última Folha do Caderno” e educador.’

Filosofia da Arte. Pensando nas ARTES: expressões da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS humanos. Aute – Alevosía

Filosofia da Arte. Pensando nas ARTES: expressões da IMAGINAÇÃO, da CRIATIVIDADE e dos SENTIMENTOS humanos. Luis Eduardo Aute – Anda 

“Consejos para el encierro y la cuarentena: Frei Betto y Leonardo Boff” — Leonardo Boff

Diez consejos para enfrentar el encierro Frei Betto* Estuve en prisión bajo la dictadura militar. Durante mis cuatro años en prisión, me encerraron en celdas solitarias en el DOPS de Porto Alegre y en la capital paulista, y también en el estado de São Paulo, en el cuartel general de la PM, en el Batallón […]

via Consejos para el encierro y la cuarentena: Frei Betto y Leonardo Boff — Leonardo Boff

“Join Our Discover Daily Prompts in April!” — The Daily Post

Whether you need inspiration, structure, or just a nudge to get (or regain) your blogging momentum, consider taking part in this monthlong event.

via Join Our Discover Daily Prompts in April! — The Daily Post

‘RIANXO E BECERREÁ: OS DOUS DANIEL’ — Tirar do fío

As miñas vilas de acollida e de nación tiveron senllos médicos homónimos traballando contra a gran peste de 1918, chamada “Peste Española”. O rianxeiro, que non se dedicaba á medicina, descolgou a bata branca para atender a súa veciñanza precisada. Quizabes motivado pola dor, datou en 1922 un dos seus maxistrais relatos: “O retrato” (Retrincos: […]

via RIANXO E BECERREÁ: OS DOUS DANIEL — Tirar do fío

“Demo-nos conta de estar no mesmo barco, todos frágeis e desorientados mas ao mesmo tempo importantes e necessários”, diz Papa Francisco — Mílton Jung

https://w.soundcloud.com/player/?url=https%3A%2F%2Fapi.soundcloud.com%2Ftracks%2F785931295&auto_play=false&hide_related=false&visual=false&show_comments=true&show_user=true&show_reposts=false&color=ff5500

A homilia do Papa Francisco, em uma Praça São Pedro, no Vaticano, vazia, foi uma das mais simbólicas imagens que assistimos nestes dias de confinamento e distanciamento social. Falou isolado, mas falou para milhões de pessoas que receberam suas palavras pelos meios de comunicação tradicionais e por centenas de canais na internet. […]

via “Demo-nos conta de estar no mesmo barco, todos frágeis e desorientados mas ao mesmo tempo importantes e necessários”, diz Papa Francisco — Mílton Jung

Citação

Fique em casa!

“O número de óbitos relacionados ao novo coronavírus no Estado de São Paulo cresceu 209 % em apenas cinco dias, conforme balanço da Secretaria de Estado da Saúde. No último domingo (22), o Estado registrava 22 mortes, contra 68 nesta sexta-feira. Municípios da Grande São Paulo e do Interior também registram óbitos.”

https://www.acidadeon.com/cotidiano/coronavirus/NOT,0,0,1495162,coronavirus+ja+mata+1+a+cada+2h20+no+estado+de+sp.aspx?fbclid=IwAR0En2NddEzMHD_xtVc63oTnv5h-PKdxMl9CNuw-jGCjjO4QmRiUTmznObU

 

“Há uma semana sem realizar autópsias, o Serviço de Verificação de Óbitos da cidade de São Paulo (SVOC) segue recebendo corpos de mortes por causas naturais, confirmou à Agência Pública um funcionário do órgão. De acordo com ele, o serviço tem recebido corpos de pessoas que faleceram em suas residências, mas também em algumas Unidades de Pronto Atendimento (UPA). Nesses casos, ele relata que é assinado o óbito sem realização de mais testes que possam comprovar ou descartar morte pelo novo coronavírus.”

https://apublica.org/2020/03/sem-teste-para-coronavirus-mortes-em-servico-de-obitos-de-sao-paulo-sao-registradas-como-causa-indeterminada/?fbclid=IwAR1_c2IbT0IxZviFxYerTBkjTpbzJJE-1b3fgcdiF3lByflIBhHJtNcrC_8

‘Coronavirus frenato dal clima caldo e umido, ma non di molto.’ – Corriere.it

La pandemia potrebbe attenuarsi in estate ma non basterebbe per farla esaurire. Sempre necessarie le misure di allontanamento sociale e in Italia non possiamo permetterci di aspettare la bella stagione

Fonte: Coronavirus frenato dal clima caldo e umido, ma non di molto – Corriere.it

The Coronavirus Explained; What You Should Do 

Filosofia da Ciência. Pensando nas PESQUISAS, DESCOBERTAS, INVENÇÕES e TESTES científicos. ‘Coronavírus: O que a covid-19 faz com o seu corpo?’ BBC Brasil

‘Coronavirus: ¿reacción y represalia de Gaia?’ — Leonardo Boff

Todo está relacionado con todo: es hoy un dato de la conciencia colectiva de los que cultivan una ecología integral, como Brian Swimme y tantos otros científicos y el Papa Francisco en su encíclica “Sobre el cuidado de la Casa Común”. Todos los seres del universo y de la Tierra, también nosotros, los seres humanos, […]

via Coronavirus: ¿reacción y represalia de Gaia? — Leonardo Boff

‘Irã solta 85 mil prisioneiros em meio ao coronavírus, diz mídia.’ — Sputnik Brasil – Notícias Atuais do Mundo, Notícias Urgentes

Citando o porta-voz do Ministério da Saúde do Irã, Kianoush Jahanpour, mídia declarou que o país soltou cerca de 85 mil prisioneiros, temporariamente, para combater a pandemia.

via Irã solta 85 mil prisioneiros em meio ao coronavírus, diz mídia — Sputnik Brasil – Notícias Atuais do Mundo, Notícias Urgentes

‘A convivencia na casa en 1519: o caso de Tomás Moro (ideas para conciliación).’ — Fonseca

FRANCISCO JAVIER VILLAR TEIJEIRO Na edición de 1519 impresa en Florencia por Filipo Iunta da Utopía de Tomás Moro, conservada na BUSC, recóllese entre os preliminares da obra una carta de Tomás Moro ao seu amigo Pedro Giles na que entre outras cousas, fálalle do que ocurre cando este outro Santo Tomás chega á […]

via A convivencia na casa en 1519: o caso de Tomás Moro (ideas para conciliación) — Fonseca

‘A BUSC en cinco preguntas e algúns vídeos.’ — Fonseca

Se chegades hoxe á USC, benvidos e benvidas. Presentámonos como a @busc , as bibliotecas que dan servizo á comunidade universitaria da USC. Pode parecer un xeito moi sinxelo de presentármonos, polo que imos falar sobre algunhas cousas que, consideramos son importantes para comezar. E como o faremos? Ben, pois fixemos unha recompilación das […]

via A BUSC en cinco preguntas e algúns vídeos — Fonseca

Nem ‘pânico’, nem ‘cegueira’, apenas responsabilidade! ‘Coronavírus: qual é o tratamento, de sintomas leves a casos graves.’ BBC Brasil

Coronavírus: qual é o tratamento, de sintomas leves a casos graves – YouTube

‘JARID ARRAES: poeta brasileira, negra, transgresora, reivindicativa, feminista…’ — Ferradura en Tránsito II

download

Nacida en 1991, Jarid Arraes é una das voces máis novas da poesía brasileira, concretamente da poesía brasileira escrita por mulleres negras. De feito, un artigo seu para Mulheres que escrevem, foi o que me levou a min a concebir esta serie de artigos sobre poetas negras brasileiras, debo recoñecer. Jarid non só é […]

via JARID ARRAES: poeta brasileira, negra, transgresora, reivindicativa, feminista… — Ferradura en Tránsito II

De ídolo a bandido.

Imagem

CORONAVÍRUS — MariaLDario’s Blog

via CORONAVÍRUS — MariaLDario’s Blog

Citação

‘Coronavirus: Roma cierra sus iglesias por primera vez en la historia.’ | CNN

Por primera vez en la historia, Roma cierra sus iglesias ante el temor por el nuevo coronavirus, en consonancia con las órdenes del Gobierno de Italia de que solo quedaran abiertos los establecimie…

Fonte: Coronavirus: Roma cierra sus iglesias por primera vez en la historia | CNN

O melhor lugar do mundo é onde você está. | Aprenda a Viver o Agora | Monja Coen 

Quem é o segundo paciente curado de infecção por HIV — Superinteressante

Um ano após o anúncio de sua cura, o homem até então conhecido como “paciente de Londres” – segundo humano a ter sua infecção por HIV curada na história – decidiu tornar pública sua identidade. Adam Castillejo, de 40 anos, se tornou livre do vírus após receber um transplante de medula óssea. O anúncio de …

via Quem é o segundo paciente curado de infecção por HIV — Superinteressante

OITO DE MARZO, EFEMÉRIDE DE DOR — Tirar do fío

Pasaba a nena… Nós, as predicadoras, falabamos para ela, que pasaba da man de súa nai… Pasaba a nai… Nós, as predicadoras, falabamos para ela, que pasaba dándolle a man á nena… Falabamos… Pasaban… Pasaban e pisaban as palabras caídas na sombra proxectada sobre a historia por todas as mulleres. Falabamos… […]

via OITO DE MARZO, EFEMÉRIDE DE DOR — Tirar do fío

Cinema Galego. ‘O que arde’ arrasa nos Mestre Mateo

A terceira longametraxe de Oliver Laxe O que arde, venceu en seis das doce categorías nas que optaba a premio: obtivo os premios de Mellor Longametraxe -Miramemira, 4A4, Kowalski Films e Tarántula- e Mellor Dirección para Oliver Laxe. Os académicos e académicas tamén recoñeceron a dirección de arte de Samuel Lema e Curru Garabal, o traballo na dirección de fotografía de Mauro Herce, na montaxe de Cristóbal Fernández e no son de David Machado, Amanda Villavieja, Sergio Silva e Xavi […]

via ‘O que arde’ arrasa nos Mestre Mateo —

“Sobre el consumo (como comida) de animales atropellados.” — Ética más allá de la especie

En California se aprobó recientemente una medida autorizando el consumo como comida de animales atropellados. Esta medida fue comentada posteriormente en un artículo del diario El País.

via Sobre el consumo como comida de animales atropellados — Ética más allá de la especie

Citação

Vinícius de Morais

Vídeo

Entretenimento. Malta | Pedro Andrade 

‘Nuestro cerebro es lo que comemos.’ | DW Documental

‘Coronavírus: o que podemos comemorar.’ BBC

Vídeo

Retire os maus pensamentos do seu coração. Padre Fábio de Melo 

Estudantes de Biotecnologia criam filtro de bactérias contra agrotóxicos. — Guia do Estudante

Quando entraram no curso de Biotecnologia, os estudantes que depois formaram a Equipe de Biologia Sintética da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) talvez nunca imaginassem que um dia receberiam a medalha de bronze na maior competição de biologia sintética do mundo, a International Genetically Engineered Machine Competition (iGEM), sediada em Boston, Estados…

via Estudantes de Biotecnologia criam filtro de bactérias contra agrotóxicos — Guia do Estudante

Bombeiros buscam 45 desaparecidos após chuvas na Baixada Santista. — VEJA

O Corpo de Bombeiros busca 45 pessoas desaparecidas após os deslizamentos de terra na Baixada Santista, no litoral de São Paulo. A região foi atingida por um forte temporal na madrugada desta terça-feira, 3, que deixou pelo menos treze pessoas mortas. O acumulado de chuvas nas últimas doze horas foi de 282 mm no Guarujá,…

via Bombeiros buscam 45 desaparecidos após chuvas na Baixada Santista — VEJA

Citação

‘Eu e o Outro, Unidade e Harmonia nos Relacionamentos.’ | Monja Coen

Insatisfação constante, como deixar de lado? | Autoconhecimento | Monja Coen 

Desemprego atinge 11,9 milhões e taxa fica em 11,2% em janeiro, diz IBGE. — EXAME

São Paulo — A taxa de desocupação no Brasil ficou em 11,2% no trimestre encerrado em janeiro, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados nesta sexta-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a pesquisa, são 11,9 milhões de pessoas desocupadas no Brasil.…

via Desemprego atinge 11,9 milhões e taxa fica em 11,2% em janeiro, diz IBGE — EXAME

Querid@s alun@s!

Na falta das máscaras respiratórias tradicionais, por que não usar máscaras de tecido? Qualquer costureira sabe fazer!

Entradas Mais Antigas Anteriores