É de assustar mesmo… ‘Decreto que facilita posse de armas exclui sugestões de Moro.’ | EXAME

Texto encaminhado pela equipe do ministro Sérgio Moro previa, por exemplo, apenas duas armas por pessoa — e não quatro.

Fonte: Decreto que facilita posse de armas exclui sugestões de Moro | EXAME

Bolsonaro promete decreto para liberar posse de arma a pessoas sem ficha criminal. Cotidiano – Folha

​A três dias de tomar posse como presidente, Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste sábado (29) que pretende assinar um decreto para permitir a posse de arma de fogo a todas as pessoas sem ficha criminal.

Fonte: Bolsonaro promete decreto para liberar posse de arma a pessoas sem ficha criminal – 29/12/2018 – Cotidiano – Folha

Gastos do novo governo.

Bad Boy Preto

Imagem

Muito triste. ‘Brasil, um país do passado.’ | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 28.11.2018

No Brasil, está na moda um anti-intelectualismo que lembra a Inquisição. Seus representantes preferem Silas Malafaia a Immanuel Kant. Os ataques miram o próprio esclarecimento, escreve o colunista Philipp Lichterbeck.

Fonte: Brasil, um país do passado | Notícias e análises sobre os fatos mais relevantes do Brasil | DW | 28.11.2018

‘Após bancada evangélica vetar educador, Bolsonaro anuncia colombiano para Educação.’ – Política – Estadão

Escolhido o Ministro da Educação. Desanimador. Um tapa na cara dos excelentes Educadores brasileir@s!

‘O colombiano Ricardo Vélez Rodríguez é crítico do Enem, do PT, diz que é preciso ‘refundar’ a Pasta e demonstra afinidade com o projeto Escola sem Partido.’

Fonte: Após bancada evangélica vetar educador, Bolsonaro anuncia colombiano para Educação – Política – Estadão

ENEM, Bolsonaro e censura.

O ‘Prof. Bolsonaro’ diz que ¨tomará conhecimento do conteúdo do Exame Nacional do Ensino Médio (2019) antes da aplicação da prova¨ e vai barrar questões impróprias. Hahahahahahahahhahaha!

¨O ENEM é realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), uma autarquia do Ministério da Educação, desde 1998. Em 2009, se transformou em um exame para ser usado como acesso ao ensino superior. Mas usa uma metodologia diferente dos vestibulares tradicionais e, por isso, as questões não são todas elaboradas por uma mesma equipe: são retiradas de um banco de itens com milhares de questões já feitas durante vários anos por muitos professores.¨

Entradas Mais Antigas Anteriores