Com dívida de R$674 milhões, Saraiva faz pedido de recuperação judicial. | EXAME

Companhia é a segunda empresa do setor em pouco mais de um mês a pedir proteção da Justiça para reestruturar débitos.

Fonte: Com dívida de R$674 milhões, Saraiva faz pedido de recuperação judicial | EXAME

19 de Abril: Dia do Índio

ATIVIDADES de FILOSOFIA
Assista ao vídeo abaixo.
Faça uma pergunta, desenvolvendo a sua curiosidade.
Dê a sua opinião pessoal, desenvolvendo as ideias próprias.
Debates.

A Lenda da Vitória-Régia

Antropologia

 Pensando nas HISTÓRIAS, COSTUMES e TRADIÇÕES de cada povo e país.

A Lenda da Vitória-Régia

Havia uma índia, jovem e bonita, chamada Naiá, filha de um chefe indígena. Sabendo que a Lua era um guerreiro, por ele, ela se apaixonou. Todas as noites, por muito tempo, subia as colinas e perseguia a Lua na esperança de que a visse e a transformasse em estrela. Porém, a Lua não notava a sua presença e Naiá chorava de tristeza. Uma noite, a jovem chegou à beira de um lago e viu nas águas a imagem da Lua refletida. Ficou radiante. Acreditando que a Lua teria vindo buscá-la, atirou-se em suas águas profundas e nunca mais foi vista. Penalizada com o destino da bela índia, a Lua recompensou seu sacrifício, transformando-a em uma estrela diferente, em uma ‘estrela das águas’, que é a vitória-régia. A vitória-régia, planta amazônica, possui uma enorme folha e suas flores, ora brancas, amarelas, roxas, lilases ou rosas, abrem-se somente à noite, exalando um perfume delicado e agradável.

Origami & Folclore. São Paulo, Êxito, 2003.

Daily Post 7: Meddle. Cultural meddling: Richard Rasmussen. Rituais Indígenas do Brasil

How to become a man?

https://dailypost.wordpress.com/prompts/meddle/

Grandes artistas que moram na rua!

Antropologia. Grupo Raça. Capoeira

Ética e Filosofia da Arte. Crônica. Vanessa Bárbara. Hahaha! ‘O dilema da depiladora’ – Cultura – Estadão

Fonte: O dilema da depiladora – Cultura – Estadão

Antropologia. Curiosidades sobre a Cultura Indígena

Vitoria-Regia-no-Jardim-Botanico-16.jpg

Cantinho das Perguntas

Atividade inspirada na ‘Pedagogia da Pergunta’, de Paulo Freire.

1- T. Os índios caçam animais para comer?

2- B. Os índios usam lanças ou espadas?

3- A. Como são feitas as roupas dos índios e das índias?

4- A. Por que os índios não usam a pele dos animais que matam para fazer suas roupas?

5- J. Por que eles usam penas na cabeça e madeira na boca?

6- M. Como eles fazem os sapatos? Eles têm sapatos?

7- M. Por que eles fazem rituais?

8- C. Por que para cada cerimônia tem um ritual diferente?

9- K. O que eles comem?

10- V. Por que alguns usam roupas e outros não?

11- P. Como os índios chegaram ao Brasil?

12- J. Como os índios criam suas danças e suas performances?

13- N. De que são feitas as suas armas? Qual o animal mais perigoso para eles e suas tribos?

Antropologia. Um site educativo sobre Cultura Indígena!

CULTURA INDÍGENA
Dia 19 de Abril. Dia do Índio
http://www.indioeduca.org/

Antropologia. A Cultura Indígena com o ‘Cantinho das Perguntas’.

A CULTURA INDÍGENA
Cantinho das Perguntas com Ilustração:
Atividade inspirada em Paulo Freire, ¨Por Uma Pedagogia da Pergunta.¨

1-A. Por que os índios andam nus?
2-P. Por que eles pintam o rosto?
3-A. Existem índios em outros países, além do Brasil?
4-G. Por que eles matam os animais?
5-J. Como conseguem andar pela floresta sem sapatos e roupas?
6-A. Pocahontas era uma índia?
7-K. Os índios já foram escravos?
8-A. As crianças indígenas trabalham?
9-E. Qual é a rotina diária dos índi@s?
10- L.F. Como os índios não ficam doentes tomando água sem tratar?

Antropologia. Cultura Africana. O CRÂNIO ALONGADO DO POVO MANGBETU

Fonte: O CRÂNIO ALONGADO DO POVO MANGBETU

Filosofia da Arte. Pintores Brasileiros Negros. Portal Geledes

Arthur Timótheo

¨Quando se fala na contribuição que os negros deram à civilização e à cultura brasileira, dificilmente se pensa de imediato em artes plásticas. Em geral, o que vem à lembrança é a música, em primeiro lugar, e fenômenos a ela relacionados, como os desfiles de escola de samba, o carnaval e outras manifestações.¨

Leia a matéria completa em: Pintores Negros contribuição negra à arte brasileira – Geledés

ARQUIVO. Antropologia, Ética e Economia. ‘Corte de orçamento obriga Museu Afro-Brasil a demitir.’ – Cultura – Estadão

ARQUIVO

A Secretaria Estadual de Cultura de São Paulo demitirá 25 funcionários do Museu Afro-Brasil, além de diminuir investimentos em exposições e trabalhos realizados no local, devido ao corte no seu orçamento pelo governo federal.Nesse ínterim, o MEC pede a todos os professores que ensinem mais e mais acerca de Africanidade.

Foi assim que preparei esta aula, para mostrar aos alunos que, na verdade, esse assunto não tem a devida relevãncia no Brasil: ao invés de enaltecer e valorizar a cultura afro-brasileira e os afrodescendentes, já tão destratados em nossa nação, o govermo federal retira verbas do único lugar oficial do estado onde a Africanidade não poderia ser deixada em segundo plano.

Provavelmente, este corte no orçamento também ocorrerá com relação à cultura indígena e seus museus, mas como o mês do índio é em Abril, só teremos esta notícia no próximo mês.

Por que isso, presidenta Dilma Rousseff? Vossa Excelência não garantiu que a Educação é prioridade do seu governo?

Emanoel Araújo

Emanoel Araújo

Corte de orçamento obriga Museu Afro Brasil a demitir – Cultura – Estadão.

¨São Paulo ganha tour virtual em 360º na comemoração dos seus 461 anos.¨ Blogue Agito São Paulo

Antropologia

A São Paulo de todos: faces, nacionalidades e regionalismos; costumes, histórias e tradições.

Parabéns por esse 25 de Janeiro!

¨Do escrache ao rescate da lingua¨. Caderno da Crítica. Ramón Nicolás

Antropologia
Histórias, Tradições e Costumes Galegos. Galiza
Quanta luta para manter uma língua viva!

Caderno da crítica

Onte celebrouse unha sesión no Parlamento de Galicia onde, entre outros asuntos, a parlamentaria Ana Pontón defendeu unha moción que instaba ao goberno galego e cumprir a Lei de Normalización Lingüística nos centros de ensino.  Custoume atopar información sobre o acontecido agás escasasplataformasinformativas, polo que o tratamento recibido é indicio revelador do grao de interese que existe polo noso idioma e polo seu futuro. Porque de futuro se fala cando tan só se demanda o cumprimento dos contidos dunha lei  consensuada no seu día e que agora se ignora, conculca ou manipula.

       O falar non ten cancelas, pero non é este o caso pois sei que, nunha semana coma esta no que comeza o ensino primario e o secundario, a experiencia é compartida con centos de ensinantes deste país que recibimos esperanzados, cada curso escolar, novas fornadas de estudantado no ensino medio que, cada vez máis, chegan cargados de prexuízos…

Ver o post original 188 mais palavras

Antropologia. Cultura Afro-brasileira. CAPOEIRA

Banner by Heidy Dudley Liebster Blog Award

Cultura Afro-Brasileira
Capoeira
ZUM ZUM ZUM

ZUM, ZUM, ZUM
CAPOEIRA MATA UM (4x)
ONDE TEM MARIMBONDO
É ZUM, ZUM, ZUM (4x)
OAOAE
QUERO VER BATER, QUERO VER CAIR (4x)