SBPC se manifesta sobre o “Escola sem Partido” | Faculdade de Educação

Fonte: SBPC se manifesta sobre o “Escola sem Partido” | Faculdade de Educação

Anúncios

Direitos e deveres d@s alun@s na Escola!

Imagem

‘Por mês, 23 professores da rede pública paulista são agredidos na escola’ – Educação – Estadão

Taxa é a maior registrada no Estado nos últimos dois anos – em 2015, índice era de 15 docentes e em 2014, de 20; capital concentra maioria dos casos

Fonte: Por mês, 23 professores da rede pública paulista são agredidos na escola – Educação – Estadão

Ética. Bullying. DO ACOSO ESCOLAR — Tirar do fío

Non se sabe a razón pola que un alumno ou alumna empeza a ser vítima de acoso. As gafas, o peso, os rasgos raciais diferentes, a inclinación sexual, algún pequeno defecto físico ou a súa aplicación ao estudo poden ser desencadeantes, pero non son imprescindibles, porque non sempre é así. Debe ter algunha propensión só…

via DO ACOSO ESCOLAR — Tirar do fío

Manifesto de intelectuais e artistas em apoio às escolas.

Não fechem as nossas escolas! Respeitem os estudantes!

Fonte: Manifesto de intelectuais e artistas em apoio às escolas

Fixo 4 (14).¨Professores Que Não Envelhecem¨. JULIO GROPPA AQUINO. USP

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

¨ Professores Que Não Envelhecem¨

Revista Nova Escola. Outubro/2002. Julio Groppa Aquino*. USP

“Das poucas certezas que restam sobre o trabalho de educar, algo é incontestável: a capacitação do educador nunca se dá por completo, ela nunca se esgota. Certa feita, disse-me um professor, que a única vantagem que se pode obter do magistério é a de poder conviver com a potência e o frescor da infância e da juventude, instantes fugazes e extraordinários da condição humana. E, para que seja possível autenticar um argumento como esse, exige-se uma certa disposição do espírito, olhando com outros olhos aquilo que se vê todos os dias.

Na roda viva das semanas, meses e anos letivos, é necessário, de quando em quando, tomar um certo distanciamento, contemplar o desenrolar dos acontecimentos cotidianos, prestar atenção em seus detalhes. E o que se verá? De um lado, alguém lutando contra a impiedade do tempo, o ¨inquilino¨ de um posto sempre em obras, em reconstrução perene. De outro, uma massa de corpos jovens, composta de olhares, modos e decibéis alterados, matéria-prima que não envelhece, perpetuando-se ano após ano. (…)

Entretanto, uma senha secreta torna-se a chave para o bem viver docente e poucos a conhecem: furtar a jovialidade dos alunos, assenhorear-se de sua gana pela descoberta, sorver a seiva da vida que de lá emana irrefletidamente, ‘vampirizá-los’, enfim. Eis o segredo da vitalidade do professor. Por essa razão, trata-se, talvez, de uma das únicas profissões em que aposentadoria não há de fato. O ciclo nunca se fecha. O gesto professoral reinaugura-se sem cessar. No limite, retorna-se imediatamente ao ofício, ou, então, dele se recorda com fervor. Caso contrário, docência não houve.”

revistaescola.abril.com.br/

Júlio Groppa Aquino

*http://www.bv.fapesp.br/pt/pesquisador/86696/julio-roberto-groppa-aquino/

Ética. ‘Entendendo o Princípio de Não-Agressão’. Filipe Celeti. Universidade Presbiteriana Mackenzie

ÉTICA
O PNA – Princípio de Não-Agressão
Família – Escola – Sociedade

http://filipeceleti.com/2015/01/29/entendendo-o-principio-de-nao-agressao/

Filipe Celeti

A popularização de ideias não significa uma disseminação correta de ideias. A velocidade na qual dados, informações e ideias são transmitidos e consumidos, na era do aprimoramento técnico, é tão rápida, que fragmentos ficam pelo caminho. Umas das coisas que me perturbam é o tanto que falam do PNA, o Principio de Não-Agressão. Muito é dito e pouco é lido.

A era da informação permite a todos os que desejarem, numa busca simples, encontrar material suficiente para passar uma vida se dedicando a apenas um assunto. O que professores, como eu, insistem em dizer é que seus alunos procurem fontes fiáveis, sérias e fontes primárias. Antes de afirmar algo baseado na afirmação de alguém, vale pesquisar as fontes de quem discursa para ver se obteve uma boa compreensão do que estudou. É muito comum ver gente opinando a partir de compreensões rasas e equivocadas de outros.

Para começar, o PNA…

Ver o post original 2.741 mais palavras

Entradas Mais Antigas Anteriores