Flexibilidade trabalhista: bem que podia haver mais disso.

A taxa de desemprego no Brasil não para de subir. Somente no primeiro semestre de 2016, 623 mil trabalhadores formais foram mandados embora. E conseguir recolocação no mercado em tempos de crise não tem sido uma tarefa nada fácil. Agora imagina se existisse um lugar que contratasse todo mundo que fosse procurar emprego? Pois ele […]

via Essa padaria contrata qualquer pessoa que pedir emprego (e se tornou uma das mais “chiques” de NY) — VIVIMETALIUN

A ‘LEI de COTAS’ para NEGROS, INDÍGENAS e PARDOS. Sua aceitação na sociedade brasileira.

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

Pesquisa mostra que o Brasil tem evoluído politicamente: mais da metade da população já entende que a CRIAÇÃO DE DIREITOS aos cidadãos tornou-se realidade, fruto de um longo amadurecimento democrático.

Parabéns, Brasil! Parabéns pela aceitação da Lei de Cotas!

GRANDE NOTÍCIA!!

http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,62-apoiam-cotas-para-alunos-negros-pobres-e-da-escola-publica-diz-ibope,997758,0.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Cota_racial

racabrasil,uol.com.br

racabrasil.uol.com.br

midiaindependente.org

midiaindependente.org

Sobre o conteúdo da Lei de Cotas:

 http://www.senado.gov.br/atividade/materia/getPDF.asp?t=112667&tp=1

DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA. Desde 1971!

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

O presidente Lula costumava dizer, com frequência, que o povo brasileiro tinha uma dívida moral e social com todos os negros africanos que foram escravizados em nosso solo, dívida que, paulatinamente, teria que ser quitada com a criação de  direitos, voltados a eles e seus descendentes. Enquanto foram a força motriz da economia brasileira no Brasil Colonial e no Brasil Império, trabalharam arduamente nas culturas da cana-de-açúcar e do café, além da mineração. Durante 300 anos serviram aos seus senhores e senhoras debaixo da chibata. Quando da sua libertação, em 1888, nem sequer sabiam o que fazer com a tão sonhada liberdade, estavam soltos pelo Brasil inteiro, sem trabalho, pouso ou comida. A el@s, uma saudação de gratidão.

Museu de Arte de São Paulo. MASP
Avenida Paulista, o centro financeiro do Brasil, local dos antigos casarões dos barões do café do interior do estado de São Paulo. As fazendas do café eram movidas com a força escrava do negro africano.

A máscara de ferro foi um dos instrumentos de tortura durante a escravidão dos negros africanos no Brasil. Ela era retirada somente quando @ escrav@ ia se alimentar. Esta máscara também era usada pelos escravos que trabalhavam com a mineração a fim de não engolir diamantes e pedras preciosas das Minas Gerais, com os quais poderiam tentar comprar a sua liberdade. Deixo-lhes esta caricatura da escrava Anastácia, escrava elegante e de olhos azuis, em homenagem ao DIA DA CONSCIÊNCIA NEGRA, comemorado desde 1971 até hoje. No Calendário Escolar, a data foi oficialmente comemorada a partir da Lei 10.639/03, em 2003, durante o primeiro mandato do presidente Lula (2002-2006). Os municípios que desejam celebrar este dia podem fazê-lo como  ‘feriado municipal’.

arteeinspiracao.blogspot.com

Uma homenagem especial à escrava Anastácia, famosa por sua beleza, protegida por seus senhores, que criara muito ciúme entre as mulheres livres. Leiam abaixo!

http://principefutil.blogspot.com.br/2011/09/historia-da-escrava-anastacia.html

http://jus.com.br/revista/texto/9172/dia-da-consciencia-negra

ARQUIVO. Eleições Presidenciais 2010! PRESIDENTE LULA: 2002-2010

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

ARQUIVO

ELEIÇÕES 2010!

Obrigada, Presidente Lula, por tornar os brasileiros MENOS POBRES, econômica e intelectualmente. Obrigada pelo BOLSA-FAMÍLIA, pelo PROUNI e pelo PETRÓLEO DO PRÉ-SAL.
Obrigada pela criação de novas OPORTUNIDADES e DIREITOS a nossa gente, como requer todo governo que se diz DEMOCRÁTICO.
Um fortíssimo abraço a Vossa Excelência e meu apoio público à candidata Dilma!

E, agora, ela assume, em 01-01-2011. Felicidades, Presidente Dilma. Muita sorte e muito trabalho!

Aluísio Dutra

Texto complementar, reproduzido do meu Google+:

Lula se tornou inesquecível porque fez ao povo pobre, econômica e culturalmente, o que mais precisava ser feito: criou oportunidades e direitos para que esse pudesse comer melhor, vestir-se melhor, dormir em casa de alvenaria, terminar os estudos primários, secundários e cursar uma faculdade.
Um homem, como Lula, na condição de presidente, tinha a responsabilidade, o dever, de cuidar da população carente, como a população brasileira do início do século XXI. Se não o fizesse, teria falhado em seu papel,  fechando os olhos a essa gente, deixando-a onde sempre esteve e de forma resignada, na pobreza e na ignorância.
Por sua vez, a camada mais necessitada da população brasileira, que foi ajudada por ele, não poderia ser tão insipiente a ponto de não querer ou não valorizar, os bens materiais e culturais que passaram a desfrutar, desde então.
Em qualquer discussão contra o ex-presidente, o que fica evidente é que o fato de as pessoas terem melhorado de vida, subindo da classe D e E para a classe C, durante as suas gestões, acabou incomodando aqueles que sempre estiveram, sozinhos, em ‘melhores’ condições financeiras e culturais, a ex-classe média e a classe média-alta. Parece, a essa gente, ser impensável, inadmissível, inaceitável, que um presidente tenha resolvido “pôr a mão na massa” pelas pessoas mais necessitadas do seu país e que estas, por sua vez, se sintam eternamente gratas a ele.

https://mariadario.wordpress.com/2013/12/14/politica-e-etica-por-que-nao-desisto-de-lula/