Filosofia da Arte. Poesia. ‘Tudo quase, quase nada.’ — a n o v a m e n t e

quase morremos e quase vivemos… por vezes somente sobrevivemos mas por cansarmos de não viver e não morrermos aceitamos a condição de ser o que somos um universo em expansão, pouco conhecido. então, que tal nos autoconhecermos.

via Tudo quase, quase nada. — a n o v a m e n t e

Antropologia e Ética. A FÁBULA da CONVIVÊNCIA. SHOPENHAUER

LIEBSTERBLOGAWARD MLD

A Fábula da Convivência

Shopenhauer

Alemanha

(In: “Fábulas Filosóficas”. Michel Piquemal)

Era uma vez um grupo de porcos-espinhos em pleno inverno. Todos estavam muito próximos uns dos outros para se aquecer. Contudo, perceberam que se espinhavam mutuamente e, por precaução, resolveram se afastar para não mais se cuturarem.

E assim foi, ficaram inteligentemente separados e juntos ao mesmo tempo, o tempo todo, guardando uma pequena distância salutar entre eles.

Reflexão

Você é  muito ‘colado’ em algum colega? Será que isso o incomoda?