Pobres mulheres maltratadas! ‘Advogados apontam possíveis desdobramentos da prisão do goleiro Jean.’ — VEJA

O goleiro Jean, do São Paulo, preso nesta quarta-feira 18 nos Estados Unidos pela acusação de agredir sua esposa, Milena Bemfica, durante uma viagem de férias, pode enfrentar problemas com a Justiça brasileira e americana dizem advogados ouvidos por VEJA. De acordo com o boletim da prisão, divulgado pelo Condado de Orange, na Flórida, o jogador deu oito socos…

via Advogados apontam possíveis desdobramentos da prisão do goleiro Jean — VEJA

¨Inversão? Campanha traz mulheres de terno e homens nus.¨ — VEJA.com

A marca holandesa Suistudio fez uma campanha polêmica para apresentar a sua última coleção. Usando a hashtag #notdressingmen, ou seja, não vestimos homens, as fotos traziam mulheres de ternos, em posições de poder, ao lado de homens completamente nus. Veja tambémEconomiaNão sou vítima, diz modelo de polêmica campanha da Dove10 out 2017 – 18h10EconomiaBares e…

via Inversão? Campanha traz mulheres de terno e homens nus — VEJA.com

ÉTICA. Violência Doméstica e Cirurgia Reparadora para a Mulher Vítima de Maus-Tratos.

http://thebridgeglobal.org/pt/causes/1o-programa-de-cirurgia-reparadora-para-mulheres-vitimas-de-violencia-domestica-sao-paulo/

¨Faça algo como uma menina¨. Filosofia Animada. Daniel Carlos

Filosofia Animada

O jogo de futebol acabou e o comentário geral é que o atacante jogou “como uma menina” – ou, “como uma mulherzinha”! A frase também pode ser ouvida nas ruas quando um garoto perde uma corrida ou briga. Há tempos e em diferentes culturas, dizer que alguém fez algo “como uma menina” tende a ser pejorativo. Mas por que ser mulher e fazer coisas como uma mulher é ruim? Esse foi o questionamento da marca de absorvente Always em um vídeo para pensar, questionar e mudar.

Criado pelas agências Leo Burnett’s de Chicago, Londres e Toronto, o vídeo, dirigido por Lauren Greenfield, o vídeo convida adultos e crianças para um experimento. Eles deveriam correr como uma mulher, arremessar como uma mulher e brigar como uma mulher. No teste, os adultos entenderam o “como uma mulher” de maneira pejorativa, da mesma forma que a frase vem sendo utilizada há séculos. Surpreendentemente…

Ver o post original 96 mais palavras